Mostra Visual de Poesia Brasileira - Poéticas Sonoras Verbais Visuais


18/04/2007


Dani Morreale/foto: Jana Vieras

Dani-se

Se ela me pisar nos calos

Me cumer o fígado

Me botar de quatro

Assim como cavalo

galopar meus pêlos

devorar as vértebras

Dani-se

Se ela me vier de unhas

Me lascar os dentes

Até sangrar meu sexo

Me enfiar a faca

Apunhalar meus olhos

Perfurar meus dedos

Dani-se

Se o amor for bruto

Até mesmo sádico

Neste instante lírico

Se comédia ou trágico

Quero estar no ato

E Dani-se o fato

Deste sangue quente

Em tua boca dos infernos

Deixa queimar os ossos

E explodir os nossos

Poemas

Pós modernos

 

Artur Gomes

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 

 

Escrito por arturgumes às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

15/04/2007


tupy or not tupy

: this is the question

(oswald de andrade)

 

nem o mar conseguiu apagar

teu nome nas areias da memória

onde com letras de sangue

escrevi um pouco da nossa história

 

índios urbanos que somos

nessa aldeia afro tupy

vivemos novos quilombos

nossos ancestrais

foram todos exterminados aqui

 

divinópolis ouro preto

carangola cataguases

: eu sou das Minas

como sou dos goytacazes

 

Artur Gomes

http://carnavalha.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 

Escrito por arturgumes às 10h14
[ ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por arturgumes às 10h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

Ind/gesta

 

uma caneta pelo amor de Deus

uma máquina de escrever

uma câmera por favor

um computador

nem que seja pós/moderno

 

vamos fazer um filme

vamos criar um filho

deixa eu amar a Lídia

que a mediocridade

desta idade mídia

não coca cola mais

nem aqui nem no inferno

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://caldeiraofulinaimico.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

Aldeia Afro Tupy

exposição.teatro.música.poesia.cultura popular

2 a 15 maio 2007 – Sesc Campos

Escrito por arturgumes às 10h09
[ ] [ envie esta mensagem ]