Mostra Visual de Poesia Brasileira - Poéticas Sonoras Verbais Visuais


19/05/2007


aldeia afrotupy - toca da raposa - alto xingu

Escrito por arturgumes às 14h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

poesia...
ainda encontro a cura
encontro-a crua
por certo, ainda encontro!
ainda perto
no centro ou dentro
de algum inverso...

rodrigo mebs

http://caldeiraãofulinaimico.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

http://almadepoeta.com/arturgomesmusicaepoesia.htm

 

Escrito por arturgumes às 14h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

17/05/2007


foto: Ricardo Bousquet

Escrito por arturgumes às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

Vaso trincado

 

um vaso quebrado

jamais restaurado

se imprime triste

na transparência

falsa das fissuras

mistas e impostas;

vaso marcado

pelo ruir dos

vidros que expostos

em cacos viventes

são fragmentados

numa explosão de

dores e gemidos

amores irreais

no tempo passado

como fera

que arranha

a espera da

alegria plena

e do encontro

fértil. Vaso

que não existe mais

fica marcado no

no tempo atrás

como um espectro

decomposto,

esvoaçante ao vento

que o traz

em memória mansa da

experiência roubada

de uma mesa

que ainda o espera

com flores, as flores

dos quintais.

 

 

Sônia Macedo

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

http://almadepoeta.com/arturgomesmusicaepoesia

Escrito por arturgumes às 10h16
[ ] [ envie esta mensagem ]

15/05/2007


Inventando manhãs

 

Nas manhãs em que acordo

espero e me quedo quieto

para ver se lembro quem sou.

 

Jamais alcanço a certeza toda,

certezas me faltam tantas!

Serei o mesmo que deitou?

 

Ainda que muito eu queira

em umas ou muitas manhãs,

nem sei bem quem acordou.

 

Quem serei? Invade-me o espanto,

chega-me resposta alguma,

e esqueço quem fui e sou.

 

Nas manhãs em que me acordo,

naquelas em que não sei

quem foi mesmo que acordou...

 

nessas manhãs mal despertas

o medo e o vazio se abraçam

e invento ser quem deveras sou.

 

Paulo Renato Rodrigues

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

fulinaíma outras vozes outras falas

baladas blues poesia entre e ouça

http://almadepoeta.com/arturgomesmusicaepoesia.htm

 

Escrito por arturgumes às 12h06
[ ] [ envie esta mensagem ]